Últimas

Commodities brasileiras: O que elas influenciam no mercado

O Brasil é um destaque na produção e exportação desse mercado, em parte devido à extensão do território e à larga exploração dos recursos naturais, e por isso o seu impacto em nossa economia também é bastante alto.

Em 2014 por exemplo, estimava-se que essas mercadorias representavam cerca de 65% do valor total das exportações do país. Em 2015 essas exportações representaram US$191 bilhões.

Mas como tudo na vida, existe um lado bom e outro ruim nesta posição. O Brasil tem o benefício de comercializar mercadorias de consumo mundial, tendo alta demanda, porém fica exposto a determinação internacional dos preços.

➠ Por exemplo: Se a demanda internacional está alta, o preço sobe e o lucro dos produtores aumenta. Ou seja, o Brasil lucra muito. Mas se uma recessão atinge escala global, a commodity desvaloriza e os produtores são muito prejudicados.

Isso quer dizer que o Brasil pode ter sua economia afetada por uma crise internacional, mesmo que sua economia internamente esteja indo bem.

Outro ponto a se destacar é que o mercado interno também sofre com a oscilação internacional dos preços dessas mercadorias. Se a cotação do boi gordo subir internacionalmente devido a escassez, o mercado interno também verá seus preços elevados, mesmo que o país tenha grande produção da carne bovina.

Isso porque, motivada pela alta dos preços, consequentemente a maioria dos produtores irá preferir exportar o produto, provocando alta também nos preços do mercado interno, uma vez que a oferta do produto será reduzida.

Algumas das principais commodities brasileiras exportadas são:

  • Petróleo
  • Café
  • Boi Gordo
  • Suco de Laranja
  • Minério de Ferro
  • Soja
  • Alumínio

Fonte: www.tororadar.com.br

Sobre André Luiz Badaró

Diretor Executivo e Jornalista Responsável