Conselho de Ética mantém processo contra Maluf e Lúcio Vieira Lima

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou, nessa terça-feira (10), a continuidade do processo de investigação por quebra de decoro parlamentar contra os deputados Paulo Maluf, do PP, além de Lúcio Vieira Lima e Celso Jacob, do MDB.

Celso Jacob, que pode perder o mandato, está preso desde junho do ano passado no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Condenado por falsificação quando era prefeito de Três Rios, no estado do Rio de Janeiro.

Parlamentares também querem que o deputado Lúcio Vieira Lima perca o mandato. Ele é investigado pela Polícia Federal por crimes de lavagem de dinheiro, peculato e associação criminosa.

O caso de Lúcio Vieira Lima é o mesmo que o de deputado Paulo Maluf, que cumpre prisão domiciliar, condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por crime de lavagem de dinheiro.

Cada um dos parlamentares terá dez dias para apresentar a defesa ao Conselho.

Também nesta terça-feira, o presidente do Conselho de Ética, deputado Elmar Nascimento indicou o deputado Benjamin Maranhão, do Solidariedade, para relatar o processo por quebra de decoro parlamentar, aberto contra o deputado Alberto Fraga, do Democratas do Distrito Federal.

Fraga é acusado pelo PSOL de ter abusado das prerrogativas como parlamentar ao divulgar notícias falsas a respeito da vereadora Marielle Franco, assassinada em março, no Rio de Janeiro.

Fonte: EBC

Sobre André Luiz Badaró

Diretor Executivo e Jornalista Responsável