Conselho Superior da Indústria da Construção reforça compromisso com eficiência e sustentabilidade

Reunião na Fiesp tem a participação de novos conselheiros e de representantes do Legislativo

 

hn640x440_consic_0177

Reunião do Conselho Superior da Indústria da Construção da Fiesp em 8 de março. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

 

O deputado federal Julio Lopes (PP-RJ), participante da reunião desta terça-feira (8/3) do Conselho Superior da Indústria da Construção da Fiesp  (Consic), defendeu a criação de uma nova cultura para o setor brasileiro da indústria da construção. “Precisamos dar tangência na competitividade e produtividade no setor, que é produtivo e pode reconstruir um novo Brasil em médio prazo. Se não idealizarmos um país melhor, jamais o faremos”, disse.

O deputado enfatizou a importância da qualidade e previsibilidade dos projetos no Brasil. “Para termos isso, é imprescindível a adoção de ferramentas e serviços certificados, como o Building Information Modeling (BIM). A plataforma envolve toda a cadeia produtiva e tem benefícios evidentes em todas as fases das obras, dos primeiros estudos até a operação, passando pelo detalhamento do projeto e sua construção”, afirmou.

Durante a reunião, José de Oliveira Lima, presidente do Consic, alertou sobre a importância do encontro. “A ideia aqui é discutir projetos em prol do setor e melhorar a construção sustentável, em busca de um custo menor com um desenvolvimento maior, tanto na área de habitação quanto na área de infraestrutura”, disse.

Na ocasião, foram feitas apresentações institucionais da Federação Internacional Imobiliária (Fiabci – Brasil) e da Gerdau Aços Brasil. Rodrigo Uchôa Luna, presidente da Fiabci, reforçou a relevância do encontro. “Este é o momento de descruzar os braços e fazer o nosso papel para melhorar o ambiente de negócios”, disse. Já Antonio Cesar Testa Sander, diretor de vendas da Gerdau, falou das principais contribuições que a companhia pode dar ao setor. “Podemos ajudar na evolução da construção sustentável, no aumento de produtividade e na inovação”, afirmou.

FPIC

O deputado Itamar Borges, coordenador da Frente Parlamentar da Indústria da Construção (FPIC), fez um balanço e falou sobre as motivações para a criação da frente. “A ideia é fortalecer a construção paulista criando medidas para sustentação dos investimentos em planejamento e gestão, previsibilidade e segurança jurídica e controle de prazos curtos para a redução do ciclo e obras”, afirmou.

Desde o seu lançamento, em novembro de 2015, a FPIC vem cumprindo uma agenda de reuniões com secretarias estaduais para discutir as pautas prioritárias do setor. “Nós, como parlamentares, temos o dever de cobrar e encaminhar soluções e sugestões e buscar melhoria do ambiente para caminhar com tranquilidade e gerar desenvolvimento econômico”, disse.

Carlos Eduardo Auricchio, diretor titular do Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da Fiesp, ressaltou que, nos encontros com as secretarias, não houve um ponto que não estivesse contemplado no programa Compete Brasil. Ele acredita na melhora do setor. “É o momento de transformar gargalos em soluções. Vamos atingir os objetivos que o setor já identificou, por meio do Compete Brasil. Os resultados estão próximos de acontecer”, disse.

Novos conselheiros

Assumiram como conselheiros do Consic Rodrigo Uchua Luna, presidente da Federação Internacional Imobiliária (Fiabci – Brasil); Antonio Cezar Testa Sander, diretor de vendas da Gerdau Aços Brasil; Jeronimo Romanello, advogado sócio na Figueiredo Advogados Associados.

Sobre André Luiz Badaró

Diretor Executivo e Jornalista Responsável