Últimas

Júri popular condena policial militar por chacina em Osasco e Barueri

A Vara do Júri de Osasco condenou nesta sexta-feira (2) mais um policial militar pela chacina ocorrida em 13 de agosto de 2015, em Osasco e Barueri. Ele foi sentenciado à pena de 119 anos, quatro meses e quatro dias de reclusão, em regime inicial fechado, sem direito a recorrer em liberdade.

Hoje, quarto dia do julgamento presidido pela juíza Elia Kinosita Bulman, os trabalhos tiveram início às 10h30, com os debates entre acusação e defesa, que duraram cinco horas. O primeiro a fazer uso da palavra foi o promotor, seguido dos advogados do réu, com uma hora e meia para cada parte. No período da tarde, as atividades foram retomadas com a réplica e a tréplica, com uma hora para cada. Após, o Conselho de Sentença, composto por quatro homens e três mulheres, se reuniu na sala secreta para votar os quesitos e condenaram o acusado.

Por ter recorrido da sentença de pronúncia, o réu não participou do primeiro júri popular do caso, que aconteceu em setembro do ano passado. Na ocasião, outros dois policiais militares e um guarda civil também foram condenados.

Cabe recurso da decisão.

 

Fonte: Comunicação Social TJSP – VV (texto e foto) –   imprensatj@tjsp.jus.br

Sobre André Luiz Badaró

Diretor Executivo e Jornalista Responsável