Mulheres são flagradas tentando entrar com drogas escondidas no corpo em presídios no litoral

Duas mulheres foram flagradas tentando entrar com drogas escondidas em suas genitálias em presídios da Baixada Santista, durante o último fim de semana. Elas foram identificadas como companheiras de detentos das unidades.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), o primeiro caso ocorreu no sábado (22), no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) “Dr. Rubens Aleixo Sendin”, em Mongaguá, no litoral de São Paulo.

Durante a revista de rotina, as agentes perceberam algo estranho em uma das visitantes. Ela acabou entregando, em local reservado, uma porção de cocaína pesando aproximadamente 55 gramas que estava oculta em sua vagina.

O segundo caso ocorreu na Penitenciária II de São Vicente, no domingo (23). A agente que efetuava a revista percebeu que a visitante se comportava de maneira suspeita. Questionada, ela, a princípio, negou que levasse algo escondido no corpo, mas depois confessou e entregou um invólucro contendo 91 gramas de maconha e 5 gramas de cocaína.

Em ambos os casos, as visitantes foram conduzidas às delegacias das respectivas cidades para registro de boletim de ocorrência. Elas ainda tiveram os nomes suspensos do rol de visitas das unidades. Os presos que receberiam os entorpecentes foram isolados e responderão a Procedimento Apuratório Disciplinar.

Sobre André Luiz Badaró

Diretor Executivo e Jornalista Responsável