Últimas

Promotoria de Justiça relaciona indisciplina escolar com casos de abuso sexual

Assunto foi tema de evento realizado na capital paulista

Na  semana que passou, foi comemorado o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, e a Promotoria de Justiça da Infância e Juventude do Foro Regional da Lapa promoveu, no auditório do CEU Vila Atlântica, capital paulista, um evento dentro das ações realizadas semestralmente junto à rede de ensino visando à sua capacitação para lidar com o problema. Durante a atividade, comandada pelo promotor de Justiça Yuri Castiglione (foto), foi destacada a importância da trabalho conjunto e da articulação existente entre o Ministério Público e a rede protetiva, em especial as escolas, para o combate ao abuso sexual.

Estatísticas coletadas nos cinco anos em que a Promotoria vem desenvolvendo discussões sobre o tema indicaram que, em 2013, dentre os alunos que apresentavam algum desvio de conduta ou problema de comportamento eram identificados apenas dois grupos: um era composto por crianças em situação  de vulnerabilidade decorrente de alguma dificuldade econômica ou social, e outro formado por aqueles que apresentavam problemas de indisciplina em sala de aula. Em 2018, constatou-se que, na verdade, do total de alunos antes considerados indisciplinados, 57% são vítimas de abuso sexual.

“Durante os trabalhos, foi ainda explicitado o fluxo de atendimento na rede protetiva a ser adotado pelas escolas sempre que notarem comportamentos sugestivos de abuso sexual sofrido por seus alunos”, explica Castiglione.

Fonte: Núcleo de Comunicação Social

 

Sobre André Luiz Badaró

Diretor Executivo e Jornalista Responsável