PSDB define em prévia João Doria como pré-candidato ao governo de SP

O prefeito de São Paulo João Doria Jr. foi definido como pré-candidato ao cargo de governador de São Paulo pelo PSDB. O resultado foi decidido nas prévias do partido, realizadas neste domingo (18).

A apuração das 126 urnas definiu 79.62% dos votos (11.993) para Dória, 7,31% dos votos (1.101) para Floriano Pesaro, 6,59% (993) para Luiz Felipe D’Ávila e 5,98% (901) para José Anibal. Votos brancos totalizaram 0,26% (39) e votos nulos chegaram a 0,25% (35). O resultado foi divulgado às 19h45.

Doria iniciou o discurso falando sobre sua eleição a prefeito e que, segundo ele, contrariou parte do partido tucano. “Contrariando as regras, os manuais, os caciques, não faça chapa pura para ganhar as eleições. teremos chapa pura e vencemos as eleições. Doria e Bruno Covas venceram as eleições no primeiro turno. Demos um basta ao PT”, disse João Doria. “São Paulo não perde um gestor, São Paulo ganha dois gestores”, completou.

“Faremos uma gestão compartilhada com a prefeitura, assim como temos feito com o governador Geraldop Alckmin. A nossa vitória em São Paulo vai alçar a trajetória de Geraldo Alckmin para o Palácio do Planalto. A partir do dia 7 de abril, vocês vão começar a campanha de eleger o novo governador de São Paulo e a elevar Geraldo Alckmin à presidência da República”, disse Doria.

João Doria rebateu as críticas de José Anibal sobre a possibilidade de fraude no pleito tucano (leia mais abaixo) “Quero deixar um recado de um guerreiro. Vai um recado meu a José Anibal. Foram 15 mil afiliados do partido que foram às urnas. A fraude está em seu coração, tenha a grandeza de reconhecer. para aprender a lição que ele não aprendeu ainda. A amargura, o ressentimento, a incapacidade de ter uma alma elevada e agora ameaça a entrar com processo, já fez isso duas vezes. Não houve fraude alguma, José Anibal. Se quiser continuar do PSDB, tenha a grandeza de mario Covas, de Franco Montoro, ou peça para sair”

Foi a primeira vez, desde a fundação do partido, que o PSDB fez prévias para definir um candidato a governador, no estado. Foram 126 locais de votação, em 72 cidades. A contagem dos votos começou às 16h deste domingo.

Com o resultado das prévias, começa a contagem regressiva para que João Doria deixe a prefeitura da capital. Para poder disputar a eleição como candidato a governador, ele precisa renunciar até seis meses antes das eleições, ou seja, Doria tem – no máximo – mais 20 dias à frente da prefeitura. O vice-prefeito Bruno Covas assume o cargo de prefeito assim que Doria deixar o cargo, que ele anunciou durante o Fórum Econômico Mundial que fará isso até o dia 6 de abril.

Fonte: G1

Sobre André Luiz Badaró

Diretor Executivo e Jornalista Responsável